28 de setembro de 2013

Turismo Cultural com dinheiro publico




Passados nove meses da atual administração e considerado como um dos piores prefeitos da “nova safra” que
foram empossados em janeiro último, o tucano Teófilo Torres parece não se importar com a opinião pública. Bastante criticado pelo abandono em que se encontra a cidade, pela falta de médicos nos postos, pelo descaso com a  rede pública de ensino e pela falta de compromisso com os servidores públicos municipais, o digníssimo prefeito já está fazendo as malas para uma visita de uma semana aos Estados Unidos. O prefeito de João Monlevade, juntamente com outros prefeitos que fazem parte da Amepi – Associação dos Municípios do Médio Piracicaba, foi convidado pela Conselheira e Juíza de Paz, Ester Sanches Naek, da cidade americana de Hartford, capital do Estado de Connecticut, para um “intercâmbio político cultural” em solos americano.  De acordo com o convite feito ao prefeito monlevadense, a viagem terá custos “apenas” com a passagem aérea e hospedagem, pois, “as demais despesas (???) serão patrocinadas pela cidade anfitriã. O turismo com dinheiro do povo vai começar no dia 3 de novembro se estendendo até o dia 10. De acordo com a agenda divulgada á imprensa, Teófilo Torres embarca em Belo Horizonte no dia 3 e deverá desembarcar no país do Presidente Obama na noite do dia 4, uma segunda-feira. Na terça, 5, o Chefe do Executivo visita o consulado americano, assina termo de cooperação e visita uma urna eleitoral. Na quarta-feira, 6, Teófilo vai conhecer o prédio do Legislativo, o Palácio do Governo, o Museu e a Prefeitura. Na quinta, 7, a visita será a uma biblioteca, um parque comercial, uma escola pública e a Associação comercial. Na sexta-feira, 8, o prefeito visita a Polícia, o Corpo de Bombeiros, um asilo, uma universidade, uma fábrica de componentes de avião e uma organização para pessoas com necessidades especiais. Já no sábado, 9, Teófilo Torres participa de uma Conferência de Mulheres Brasileiras e acompanha a solenidade de entrega de prêmios. No domingo, 10, após o café da manhã no hotel, o prefeito regressa ao Brasil. Como se vê, a viagem do tucano não trás nenhum benefício ao povo monlevadense que continua aguardando impaciente a postura de um prefeito que prometeu em campanha,  resolver todos os problemas do município.

5 de setembro de 2013

LIGAÇÃO PERIGOSA _ Prefeito Teófilo Torres se desloca de João Monlevade para "tomar cerveja" em Lavras Novas com jornalista


Até onde deve ir a privacidade de um homem público? Qual seria o perigo para a sociedade um estreito laço de amizade entre um Chefe de Executivo e um jornalista? Se a imprensa deve ser imparcial e cumprir seu papel de informar, cabe ao Chefe do Executivo administrar o município pelo qual foi eleito pela maioria dos votos. Já dizia Jânio Quadros que, “jornalista que vira amigo pessoal do político, passa a se tornar amigo infiel da sociedade”. Nos últimos dias uma foto publicada nas redes sociais chamou a atenção dos chamados “formadores de opinião”, em João Monlevade e região. Na fotografia o Prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres, PSDB, aparece descontraidamente tomando cerveja com o jornalista Marcelo Melo. Segundo fontes, a foto foi tirada em um bar no município de Lavras Novas onde o jornalista estaria fazendo um “trabalho literário”. Ou seja, segundo boatos, o prefeito tucano teria deixado João Monlevade com seus gravíssimos problemas na educação, saúde, limpeza pública, dentre outros, para viajar até Lavras Novas para tomar cerveja com o amigo jornalista Marcelo Melo. Nunca é demais lembrar, que logo no início do ano quando o Teófilo Torres assumiu a Prefeitura, Melo chegou a tecer duras críticas ao governo relacionadas á escolha de sua equipe de governo. O jornalista também criticou os cortes que foram efetuados pelo prefeito, dentre eles o “Transporte Universitário” e o “Bebê a Bordo”. Logo depois, o Prefeito Teófilo Torres recebeu o jornalista Marcelo melo na cozinha de sua residência para um café e uma entrevista. Ali também teria sido “costurado” um acordo de cavalheiros que culminou com a contratação da esposa do jornalista para ocupar um cargo de confiança no Governo Teófilo Torres. Coincidência ou não, após a contratação da senhora Melo, o jornalista deixou de focar com suas lentes críticas as atuações desastrosas  do Chefe de sua digníssima senhora. Veja abaixo postagem do jornalista Marcelo Melo sobre a contratação de sua esposa pelo Prefeito Teófilo Torres:


“Pois bem, mas ainda há pessoas que tinham a idéia de que, o prefeito Teófilo Torres, ao contratar a minha esposa para trabalhar na Prefeitura, seria uma forma de dar um “cala-boca” ao jornalista, repórter e blogueiro Marcelo Melo. Coitada delas! Muito bem, mas apesar de não ter de dar satisfação a F.D.P. algum, resolvi me expressar. Primeiramente, nunca deixei de dar a minha opinião em lugar algum, contra esse ou aquele político. Para quem me conhece, nem precisaria aqui estar dando explicações. Tudo que penso a respeito do governo do prefeito Teófilo Torres, eu mostro a minha opinião e dou a cara. Escrevo aqui neste espaço, na rede social do Facebook e o escambal. Jamais venderia a minha opinião, caros manés. Estão muito longe de me conhecerem. Continuem, por favor, lendo meu Blog, minha Coluna no jornal “Última Notícia”. No dia que pensar em me calar, já terei desencarnado. Agora, quanto ao cargo que está sendo ocupado pela minha esposa, Carla Santos, na Assessoria de Comunicação da Prefeitura, tenho a dizer o seguinte: 1º: ela ocupa uma função da qual é profissional, formada em “Comunicação Visual” (Curso Superior), e trabalhou no mesmo setor, por mais de 16 anos, pela Funcec. Portanto, está ocupando um cargo específico, fazendo o que sabe fazer e, posso falar de cadeira, trata-se de uma excelente profissional. 2º: ocupa um cargo político, sim, pois foi candidata a vereadora pela Coligação que elegeu Teófilo e Railton, nas eleições de outubro de 2012. E isso é comum em todos os governos. O PT que o diga! Epílogo: mesmo ela tendo sido candidata da Coligação e apoiado o candidato vitorioso, eu votei na candidata Conceição Winter de Carvalho. Para finalizar, nem vou mais entrar em detalhes, mesmo porque hoje há outras prioridades, como terminar a minha história em meu trabalho literário. Por isso, a minha nova morada, mesmo que temporária, por esta terra maravilhosa de Lavras Novas. Onde resolvei ser forasteiro. E como está sendo iluminada esta minha experiência de vida! Porque todos nós, deveríamos conhecer um pouco de cada lugar, de cada povo e de cada cultura, mas respeitando o chão de cada nativo. Caros amigos, conterrâneos ou não, vendo o meu espaço, mas a minha opinião, por nada deste mundo.

“Os cães ladram, mas a Caravana passa”…

23 de agosto de 2013

Prefeitura paga silicone de bumbum



O Ministério Público investiga o uso do dinheiro público para financiar o “aumento do bumbum” de uma
moradora do município de Itaú de Minas, em Minas Gerais. Um inquérito civil foi instaurado e, de acordo com as primeiras investigações a secretária de Saúde do Município, Elda Teixeira Pereira foi quem autorizou um depósito bancário no valor de R$ 2.900,00 (dois mil e novecentos reais) na conta da moradora para bancar o procedimento, ou seja, para “aumentar os glúteos”. Ainda de acordo com as investigações, a cirurgia teria sido realizada em uma clínica no município de Ribeirão Preto, SP. Os representantes da clínica e o médico que teria realizado o procedimento já prestaram informações ao representante do Ministério Público. “O médico confirmou a cirurgia e informou ter cobrado R$ 9.700,00 (nove mil e setecentos reais) pelos serviços e pela prótese de silicone”, afirmou. Procurada pela imprensa, a secretária de Saúde informou apenas que toda as informações sobre o caso já teriam sido enviadas á promotoria. O caso foi denunciado por um morador da cidade de Itaú de Minas que teria acompanhado a “mulher siliconada” durante todo o procedimento na cidade paulista. Caso se comprove a irregularidade, além de ressarcir o erário público, o prefeito também poderá responder processo por “improbidade administrativa”, podendo inclusive perder seu mandato e ter seus direitos políticos cassados.  

22 de agosto de 2013

Se cobrir vira circo, se cercar vira cadeia

Podemos chamar de palco da armação e do conchavo, ou simplesmente “picadeiro”. O título é muito sugestivo, até porque, os últimos acontecimentos envolvendo o presidente do Legislativo monlevadense, vereador Guilherme Nasser, PSDB, e seus discípulos, em número de oito, transformou a até então “Casa do Povo” numa verdadeira praça de barganha com troca de favores e ataques pessoais. Ali, naquele recinto, sob os olhares incrédulos dos poucos freqüentadores, a Constituição Federal e a Lei Orgânica Municipal são ferramentas da democracia desconhecidas, ignoradas e jogadas em um cesto de lixo estrategicamente colocado ao lado da mesa do senhor presidente “Gui-gui”, também conhecido como o “homem do sorriso fácil”. Na última quarta-feira, 21, o presidente e seus aliados (Vanderlei Miranda, Djalma Bastos, Zé Lascado, Fabrício, Tuquinho, Telles, Lelles e Carlos Gomes) protagonizaram um dos piores espetáculos da história da Câmara de Vereadores de João Monlevade. Numa clara demonstração de perseguição aos vereadores Thiago Titó, PMDB, e Belmar Diniz, PT, os únicos que não comungam com os desmandos e nem comem nas mãos do atual Prefeito Teófilo Torres, PSDB, a “corja” partiu prá cima do Thiago Titó por causa de uma entrevista concedida ao Programa “Na Boca do povo” da Rádio Comunicativa-FM. Usando a tribuna, local que devia ser usado para defender os interesses do povo, Vanderlei Miranda, com o aval dos demais partiu prá cima do Titó alegando que o mesmo teria “ofendido” os demais vereadores durante a entrevista. Antes mesmo que pudesse se defender, Thiago Titó foi bombardeado pelos vereadores Fabrício, Telles e Carlos Gomes que fizeram coro ao ataque do Vanderlei Miranda. Acomodado confortavelmente em sua cadeira, o “Gui-gui” distribuía aquele sorriso irônico e “fácil” em sinal de apoio ao massacre contra o Titó que teve apenas o apoio do petista Belmar Diniz. Como se não bastasse as metralhadoras dos “colegas de vereança”, Thiago Titó ainda foi acusado pelo presidente Nasser de ter cobrado do prefeito Teófilo Torres cargos para seus eleitores, fato tão comum entre os vereadores e o prefeito. Mas como se tratava do vereador que estava ofuscando o “brilho” do vaidoso presidente Guilherme Nasser, a denúncia ganhou enormes proporções na fala do presidente, que citou como testemunhas seus correligionários Teófilo Torres e um ex-funcionário da Câmara de nome Thiago Moreira. Depois de desmentir o presidente Guilherme Nasser em público, Thiago Titó acabou sendo aplaudido pelo público que acompanhava o “espetáculo circense”. Lamentável!   

16 de agosto de 2013

Querem "faturar" com o câncer do prefeito

 Convocação da imprensa para noticiar que o prefeito está com câncer! Publicar na rede social fotos do prefeito
em um leito de hospital após cirurgia para a retirada de um câncer no intestino! Publicar fotos de pastores no gabinete orando pela recuperação do prefeito! Publicar fotos do prefeito durante sessão de quimioterapia! Distribuir cartazes em todas as secretarias tentando sensibilizar o servidor municipal sobre a doença do prefeito! É lamentável, mas estão querendo "faturar" com o câncer do prefeito. Pensar em benefícios políticos eleitorais de um câncer é desumano, é nojento, é desrespeitar não o Chefe do Executivo Municipal, mas o ser humano, o médico Damon Lázaro de Sena. Gente, a doença do prefeito é real. Surreal é a vigarice oficial de seus secretários e assessores que estão misturando oportunismo, populismo com uma doença séria. O prefeito merece que lhe deixem em paz ao menos durante as sessões de quimioterapia. É um desrespeito o que os "amigos" do Damon estão fazendo com ele. A assessora de Comunicação Social, Maria Gândara parece se sentir "orgulhosa" ao distribuir fotos do prefeito fazendo quimioterapia. O assessor Tony Morais, funcionário da TV Cultura foi ainda mais infeliz ao postar nas redes sociais o seguinte: "...fiquei emocionado com a acolhida dos itabiranos durante a Expoita. Há sim um movimento do povo torcendo pela recuperação da saúde do nosso prefeito...". E foi além: "...no quadro de avisos da TV Cultura está escrito que essa força e vontade da cura está se espalhando pela cidade inteira..." É desumano que estão fazendo com o Prefeito de Itabira. E o pior: tudo está partindo de seus próprios "amigos". (essa foto foi postada pela assessoria do prefeito nas redes sociais)

20 de junho de 2013

O dia em que o "sinvalzinho" viu a avó pela greta



A foto por si só já diz tudo. Acuado e tremendo mais que a bandeira do Galo em varal de favela, o

secretário de Desenvolvimento Urbano de João Monlevade, Sinval Jacinto Dias, PSDB, protagonizou uma das cenas mais hilárias da política monlevadense. Depois de chapar todas, travar nas cinco rodas e chamar urubu de meu louro, o folclórico “sinvalzinho” resolveu se infiltrar no meio dos estudantes que faziam protestos contra o Governo Teófilo Torres ao longo da Avenida Getúlio Vargas. Fantasiado de Papagaio de Pirata o pobre “sinvalzinho” acabou sendo reconhecido por um grupo de estudantes. Ao perceber que estava sendo monitorado pelos manifestantes, o homem forte do Prefeito “Tetê” tentou sair de fininho, mas acabou sendo surpreendido pela galera. Percebendo que o bicho ia pegar pro seu lado, o bacana engatou uma primeira marcha, acelerou, enfiou uma segunda, uma terceira, uma quarta e saiu vazado no meio da multidão. Depois de correr por dois quarteirões tendo em seu encalço um grupo de manifestantes, não restou alternativa ao “sinvalzinho” senão entrar em um bar e se esconder atrás do balcão com o coração saindo pela boca. Percebendo o tumulto, policiais militares foram até o local e fizeram um cordão de isolamento para proteger o secretário. Assustado, deprimido e chapado, Sinval Jacinto Dias teve que ser “rebocado” pelos policiais até a sua residência. 

17 de junho de 2013

LDO Goela Abaixo

No Brasil, nos Estados e nos Municípios, exceto no Município de João Monlevade, a Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO tem como principal finalidade orientar a elaboração dos orçamentos fiscais e de investimentos do Poder Público para o exercício financeiro subseqüente. A LDO é uma iniciativa do Chefe do Poder Executivo e encaminhada para apreciação e aprovação dos vereadores. Durante a apreciação da mesma, os vereadores e a sociedade organizada podem sugerir emendas ou até mesmo suprimir aquilo que julgarem prejudicial á sociedade. Nos últimos quatro anos o então prefeito Gustavo Prandini, PV, juntamente com a Câmara de Vereadores promoveu uma audiência pública com a participação de representantes da sociedade organizada, Ordem dos Advogados do Brasil e autoridades eclesiásticas para discutir a matéria, ou seja, o povo participou ativamente na elaboração do orçamento fiscal do município. Hoje a história mudou! A truculência, a ditadura e o desrespeito ao povo monlevadense implantados pelo Governo do “Tetê”, com a conivência da maioria dos vereadores, ceifou o direito do povo em participar e discutir a LDO. Numa iniciativa do vereador Djalma Bastos, líder do Governo na Câmara, não teremos a audiência pública. Na tarde de hoje, 17/06, os vereadores foram “intimados” pelo próprio Djalma a conhecer a LDO que irá ditar os gastos da Laura & Cia para o próximo ano. Também ficou definido pela super poderosa Laura Carneiro que nenhum vereador poderá sugerir emendas ao texto original de autoria do Executivo. Trocando em miúdos, mais uma vez os legítimos representantes do povo monlevadense serão apenas “marionetes” nas mãos da “prefeita” Laura Carneiro e do “vice-prefeito” Teófilo Torres, vulgo “Tetê”. Para justificar a ausência da tão esperada audiência pública, o líder do Governo na Câmara, vereador Djalma Bastos alegou que, durante a prestação de contas do Teófilo Torres a Laura Carneiro teria sido maltratada pelo público presente, tendo que abandonar o plenário da Câmara pela porta dos fundos. 

16 de junho de 2013

Acorda "Tetê"



Se fizer uma pesquisa hoje em João Monlevade veremos que cerca de 70% dos eleitores estão decepcionados e arrependidos de terem votados nos atuais mandatários da cidade, tanto do Executivo quanto do Legislativo. Com exceção dos vereadores Belmar Diniz, PT, e Thiago Titó, PMDB, temos hoje uma Câmara de Vereadores inoperante, sacana e á serviço do grupo do Mauri Torres, PSDB. As manobras, os conchavos e as decisões tomadas na chamada “Casa do Povo” causam vergonha até em estátua de marfim. A Câmara de Vereadores é a extensão da Prefeitura do Teófilo, do Gabinete do Mauri e da cozinha da Laura Carneiro, atual secretária Municipal de Fazenda. A decepção do povo com o Executivo é ainda maior. Acreditando que o filho do Mauri resolveria os problemas cruciais do município, os eleitores descarregaram seus votos num jovem de sorriso fácil e até então, “bem intencionado”. Amparado por caciques de peso da política mineira, o ilustre desconhecido Teófilo Torres, em pouco tempo se transformou no maior pesadelo da sociedade monlevadense. Temos hoje uma cidade imunda, uma saúde na UTI, uma educação atirada no lixo, um funcionalismo cabisbaixo e um povo triste. O mais grave de tudo é que o povão já sente a falta da inexperiência do Prandini e das “roubalheiras” da Corja. Acorda “Tetê”!  

28 de maio de 2013

Prestando contas com Deus



Nesta quarta-feira, 29, ás 13hs, a Comissão de Finanças, Orçamento e Tomada de Contas da Câmara Municipal de João Monlevade realiza audiência pública para apreciar a prestação de contas do Prefeito Teófilo Torres, PSDB, referente ao primeiro quadrimestre de 2013. Apesar da audiência somente acontecer amanhã, não é preciso bola de cristal para saber a posição e a reação dos chamados “legítimos representantes do povo”. De um lado, o vereador petista Belmar Diniz em coro com o peemedebista Thiago Titó deverá fazer cobranças de investimentos e ainda criticar os secretários de Educação, Saúde e Fazenda do filho do Mauri Torres. Do outro lado, o grupo formado pelos outros nove vereadores, sob a batuta do líder do governo, Djalma Bastos, PSD, defenderão com unhas e dentes o prefeito tucano, sem antes “babar o saco” do “Tetê” com rasgação de sedas e elogios mil. Tudo previsível. Também já é previsível que o vereador “Zé Lascado” vai entrar mudo e sair calado da audiência. Só penso que o local da audiência não é o mais indicado para o evento. “Tetê”, Laura e sua turma deveriam prestar contas é com Deus. Vejamos: sem dó e nem piedade a senhora Laura Carneiro (secretária de fazenda) mandou e o “Tetê” obedeceu, e a merenda dos alunos da rede Pública foi reduzida para menos que a metade. Segundo pesquisa do vereador Belmar Diniz, cada aluno das escolas monlevadenses ingere o equivalente a um jiló e um coração de galinha diariamente. Nunca é tarde lembrar que somente no mês de março o Governo Federal mandou para a merenda escolar o equivalente a R$ 176 mil. Cadê esse dinheiro que ainda não foi usado para matar a fome de muitos alunos que só freqüentam as escolas para se alimentarem? Também á mando da Laura, o “Tetê” cortou o transporte das crianças das creches e o transporte escolar universitário. Também á mando da dona Laura, o filho do Mauri suspendeu o convênio que combatia a violência familiar contra menores e o uso de drogas entre adolescentes. Também á mando da Laura o “Tetê” cortou a cesta básica da população carente e suspendeu o fornecimento de material escolar aos alunos carentes. Isso sem falar na suspensão de exames clínicos, fornecimentos de medicamentos e outros benefícios até então garantidos á população. Em contrapartida o prefeito “Tetê”, com o aval da “madrasta” Laura Carneiro abriu os cofres para festa de dono de jornal; para encontro de motoqueiros e prometeu dinheiro pesado para a cavalgada. Por isso e por muito mais é que penso que a prestação de contas do “Tetê” teria que ser feita com Deus, e não com seus puxa sacos.  

22 de maio de 2013

"V.Exª é um moleque", "V.Sª é um safado"



“Senhoras e senhores, estamos reunidos aqui na Câmara Municipal de João Monlevade, também conhecida como Casa do Povo e Casa da Sogra para mais um embate sensacional reunindo dois legítimos representantes do povo. De um lado do ringue, com 86 quilos e com calção vermelho com estrelinhas brancas o vereador Belmar Diniz, PT, defendendo os direitos de pais, alunos e professores da Escola Estadual Israel pinheiro - Emip. Do outro lado, com 102 quilos, com calção amarelo e estampa da foto do ex-deputado Mauri Torres, o vereador e líder do Governo, Djalma Bastos, PSD, defendendo o Prefeito Teófilo Torres, a secretária de Educação e o ex-prefeito Carlos Moreira.” O furdunço teve início quando a mãe de um aluno procurou o vereador Thiago Titó, PMDB, para reclamar o total abandono em que a escola se encontra. Acompanhado do pai do aluno, o vereador peemedebista foi até o gabinete do vereador Belmar Diniz, PT, para inteirá-lo do assunto. Coincidentemente o vereador Djalma Bastos, líder do prefeito na Câmara se encontrava no recinto em companhia do secretário Municipal de Obras, Júlio Leite. Após ouvir do secretário que a Emip não tinha nenhum problema de ordem estrutural, o vereador Belmar Diniz sugeriu que as palavras do secretário de Obras fossem registrada em documento. Foi a gota d’água para que o vereador Djalma Bastos saísse em defesa da “corja”. De acordo com Bastos, a palavra do secretário Júlio leite era mais que suficiente. Indignado com aquilo, o petista Belmar partiu para o ataque afirmando que não confiava nas palavras do secretário e nem nas palavras do prefeito Teófilo Torres. Foi o suficiente para o “leão de chácara” do prefeito revidar e chama Belmar de “moleque”. “Eu sou moleque e você é um safado”, disse Belmar se afastando do local. Indignado, revoltado, magoado, desprezado, inconformado e com cara de “safado”, Djalma foi atrás do colega de vereança que já estava no seu gabinete e começou a arrastar mesa, cadeira e tudo que encontrava pela frente com o intuito de agarrar o petista pela goela. Percebendo que voava papel, lápis, borracha, caneta e até penas pelos ares, a turma do deixa disso recorreu ao crucifixo que o Pastor Carlinhos tinha retirado da parede, e conseguiu apartar o fuzuê. Para tentar preservar a imagem do Legislativo monlevadense, o Presidente Guilherme Nasser orientou seu retratista particular a impedir que a confusão caísse nas páginas policiais dos jornais local. Como sempre, o retratista não conseguiu evitar o escândalo. URGENTE: Mais uma obra fantasma é descoberta em João Monlevade. Aguarde!!!

18 de maio de 2013

Moreira manda e Tetê" obedece



Aconselhado pelo seu principal “guru”, leia-se Carlos Moreira, o eventual ocupante da principal cadeira do Executivo Municipal de João Monlevade, Teófilo Torres, “Tetê” para os íntimos, suspendeu o encontro que aconteceria na última sexta-feira, 17, com o Sintramon para tentar colocar fim ao impasse sobre o acordo coletivo da categoria. O senhor prefeito, através de um comunicado, informou não “haver clima” para o encontro, uma vez que, na data anterior, pais, professores e alunos “invadiram” a sede da prefeitura circularam pelos corredores e gritaram palavras de ordem. De acordo com pessoas ligadas ao governo, durante a manifestação pacífica dos servidores o prefeito “Tetê” não se encontrava na sede da prefeitura. “Ele estava em Belo Horizonte cuidando de sua defesa em relação ao bloqueio de seus bens pela Justiça”, informou um assessor. Apesar de não se encontrar na cidade, o prefeito era informado através de telefone pelo Carlos Moreira de toda a manifestação que ocorria na prefeitura. Tão logo retornou da capital mineira, “Tetê” se reuniu com alguns secretários e com o ex-prefeito Carlos Moreira para tomar medidas contra o Sintramon e contra os manifestantes. “O prefeito não vai permitir esse tipo de coisa. Ele não vai ceder á pressão de meia dúzia de pessoas que querem tumultuar seu governo. O reajuste é zero e ponto final”, disse um vereador que teve acesso ás informações. O prefeito também foi orientado pelo “guru” Carlos Moreira a “cortar o ponto” dos professores que aderiram á operação tartaruga nas escolas. “Não tem choro e nem vela. Se não trabalhou não pode receber salário”, bradou Carlos Moreira durante a reunião “secreta”. Também ficou acertado que, caso o movimento não seja encerrado imediatamente, a prefeitura deverá contratar professores temporários para substituir os que estão com os braços cruzados. 

9 de maio de 2013

"Luciennocócus" contamina Margarida

Em coma profundo e respirando com ajuda de aparelhos, sucateados, o Hospital Margarida de João Monlevade encontra-se em estado crítico em uma Unidade de Tratamento Intensivo - UTI, recém inaugurada. O grave estado de saúde do hospital foi causado por uma bactéria superpoderosa denominada "luciennocócus". A super bactéria é capaz de destruir em 72 horas todo sistema de defesa e levar á falência múltipla e econômica qualquer instituição filantrópica. Para tentar salvar aquela Casa de Saúde, um assessor do assessor do secretário Estadual da Saúde do Governador "Naná" visitou recentemente o município comandado pelo "Tetê", filho prodígio do ex-deputado Mauri Torres, e injetou uma dosagem de R$ 1,1 milhão para comprar equipamentos no combate ao "luciennocócus". Temendo uma contaminação maior, alguns conselheiros estão batendo em retirada. Outros prestadores de serviços, como enfermeiros, auxiliares e técnicos, em número de 10, estão sendo demitidos. O único que continua imune á bactéria "luciennocócus" atende pelo nome de "Fernando". Ele "trabalha" apenas 3 vezes por semana e se manda para a capital mineira para não contrair a doença. Segundo fontes, ele só permanece naquele hospital por causa de um mísero salário de R$ 9 mil mensais. 

6 de maio de 2013

Meninos, eu ví!

PÉ DO OUVIDO - Um manobra da cúpula tucana decidiu adiar a votação das contas do ex-prefeito Carlos Moreira, que seria nesta quarta-feira, 8, para a próxima semana. A mudança tem como objetivo "trabalhar" a cabeça de alguns vereadores que já ensaiam votar pela reprovação das contas. O presidente do Legislativo, Guilherme Nasser, PSDB, garante que "nem o Belmar e nem o Titó" aguentam meia dúzia de palavras ao pé do ouvido.

FRITURA DE SECRETÁRIOS - Reunidos á portas fechadas os principais secretários do Prefeito Teófilo Torres, PSDB, participaram de um encontro no Gabinete do Executivo para "lavar roupa suja". O encontro na realidade foi para fazer uma avaliação dos atos de cada secretário nesses primeiros quatro meses de governo. Alguns nomes que fazem parte do 1º escalão do "Tetê" já estão com os dias contados, dentre eles o secretário de meio Ambiente "Zezinho Despachante". 

QUEIMANDO O FILME - Numa radiografia das principais pastas do governo tucano, a que mais tem causado desgastes ao filho do Mauri Torres tem sido a secretaria Municipal de Saúde que não vem falando a mesma língua do Governo. Já se comenta nos bastidores do paço Municipal que o vice-prefeito Railton Franklin, PDT, estaria cotado para assumir a pasta. Outro nome que também vem sendo ventilado para a Saúde seria o do ex-provedor do Hospital Margarida, Lucien Marques. Será?

PUXÃO DE ORELHA - A responsável pela Comunicação Social da Prefeitura, também está com a corda no pescoço. Sem conseguir ainda manter um canal de comunicação entre o governo e os órgãos de imprensa, a "donzela" pode perder o posto a qualquer momento. Segundo o "Barbosinha", a gota dágua seria a sonora vaia que o Prefeito "Tetê" tomou durante a apresentação do Minas ao Luar no aniversário da cidade.

O CARA - De acordo com levantamentos encomendados pelo Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, sua majestade Mauri Torres, o ilustre desconhecido "Tito Torres" deverá ser o deputado estadual mais votado nas eleições do próximo ano. Correligionários e "puxas-sacos" do Mauri já estão fazendo "visitinhas" de cortesia aos prefeitos da região. "Ele será eleito com mais de 100 mil votos" profetizou um prefeito.


2 de maio de 2013

Radialista é brutalmente espancado por PM

Mais um ataque contra profissionais da imprensa foi registrado na região, desta vez em Itabira. O radialista e repórter Galvani Silva, 46 anos, foi brutalmente espancado pelo capitão PM Nilton Eleutério, lotado no 26º BPM de Itabira. O crime aconteceu na manhã desta quinta-feira, 2, quando o radialista se preparava para entrar no ar com o programa "Pontal Notícias", exibido diariamente pela Rádio Pontal-FM. De acordo com testemunhas o militar chegou fardado em uma motocicleta e foi logo adentrando na sede da emissora. Ainda segundo testemunhas, o capitão Eleutério teria empurrado uma funcionária e também agredido com um empurrão o dono da Rádio Pontal, o advogado Marcos Evangelista Alves "Gabiroba" que teria se machucado. O radialista foi surpreendido pelo militar quando falava ao telefone com o delegado da Polícia Civil, Paulo Tavares. Ao se ver agredido pelo capitão PM, Galvani começou a gritar por socorro. Alguns policiais civis foram até a sede da emissora de rádio e deram voz de prisão em flagrante ao capitão Eleutério. Galvani Silva teve o rosto completamente desfigurado por socos e cotoveladas desferidos pelo policial militar e foi levado pelo Samu ao Pronto Socorro Municipal. Antes de ser levado pelo Samu, o radialista Galvani teria solicitado escolta policial até o hospital temendo novas agressões. O capitão PM Nilton Eleutério encontra-se preso em uma cela do 26º Batalhão. Os motivos das agressões não foram revelados pela vítima, e segundo boatos, os motivos seriam passionais. (Foto DeF
atoonline)

30 de abril de 2013

"Tetê" quer adotar filho de Prandini com Dilma



Por essa ninguém esperava! O Prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres (Tetê para os íntimos), filho prodígio do ex-deputado e Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais, sua majestade Mauri Torres, PSDB, está tentando adotar o “filho” que o ex-prefeito Gustavo Prandini, PV, teve com a Presidente Dilma Rousseff. Apesar de ter curso superior, o que o difere do pai, “Tetê” quer fazer a adoção na marra. Ou seja, na realidade ele quer raptar, seqüestrar a criança. Sem ter o que comemorar no 49º Aniversário de Emancipação Política do Município, o filho do Mauri calçou a cara, derramou uma generosa porção de óleo de peroba na face e se dirigiu ao seu fiel público de puxa-sacos enaltecendo a rebento. O eventual ocupante do Legislativo monlevadense disse com os olhos brilhando que o “Minha Casa Minha Vida” dará um impulso formidável no seu governo com investimentos na ordem de 50 milhões de reais. Também mentiu afirmando que seu governo não mediu esforços para garantir a implantação do projeto no município. O anúncio provocou êxtase no “Guigui” presidente do Legislativo, no “Sinvalzinho” secretário de Obras e na Lady Laura (Carneiro). “Tetê” foi ovacionado também pelos vereadores de cabresto, Telles, Djalma Bastos e Cia. Outro que também não perdeu a oportunidade de dar uma “sugadinha básica” foi o “Guigui” que projetou o crescimento do município para 2014, ano em que teremos eleições para deputado e cujo candidato da “Corja” deverá mesmo ser o irmão do prefeito “Tetê”. “Guigui” falou das dificuldades enfrentadas pelo prefeito para “recolocar” a máquina nos trilhos. Pediu paciência com o governo e garantiu que dias melhores virão. Apesar de ter a “chave do cofre” e a “senha” para trazer investimentos do Governo “Naná” para o sofrido povo monlevadense, o “Tetê” usou quase todo seu discurso para falar do “Minha Casa Minha Vida”, do Governo Federal, tão atacado e achincalhado nos microfones das emissora de rádio do pai pelo superpoderoso Carlos Moreira.

29 de abril de 2013

Meninos, eu vi!



100 DIAS - O Prefeito de Itabira, Damon Lázaro de Sena, PV, gastou cerca de R$ 30 mil para bancar a vinda da Banda de Fuzileiros Navais, do Rio de Janeiro, para se apresentar durante as comemorações dos “100 dias de Governo”. É a primeira vez na história política do município que um Chefe do Executivo comemora tal marca. Revoltados com a gastança desnecessária, o povo boicotou a festa do Damon. Apenas alguns secretários e familiares do prefeito compareceram ao evento.

GREVE – Começou hoje a greve dos servidores Públicos Municipais de Itabira. Os trabalhadores reivindicam um reajuste de 13% e a manutenção dos direitos adquiridos. Por sua vez o Prefeito Damon Lázaro ofereceu 10% e pagou prá ver a paralisação dos servidores. Durante todo o dia de hoje (29/04) a coleta de lixo, as escolas, os postos de saúde e o Serviço de Água e Esagoto – Saae, ficaram comprometidos
.
KD A VALORIZAÇÃO? – Apesar de pregar aos quatro cantos da cidade que sua principal meta seria “valorizar o servidor”, Damon só não explicou qual servidor seria valorizado. Antes mesmo de tomar posse Damon concedeu um reajuste de 66,28% aos seus secretários, além de aumentar seu próprio salário e o salário do vice-prefeito Reginaldo Calixto, PMDB.

TERRA SANTA – Pois é, apesar da dengue, da falta de médicos, da sujeira em que se encontra a cidade, do atraso no pagamento do funcionalismo público e da falta de vergonha na cara de muitos políticos de Monlevade, o vereador Carlos Gomes resolveu tirar férias extemporânea e viajar para Israel. Isso mesmo, o bacana deu uma banana bem grande pára seus eleitores e voou para a Terra Santa. Resta saber se o edil terá os dias ausentes cortados.

SANTA MADALENA – Quem não tem cão caça com gato. Como não conseguiu emplacar o nome da mãe em um hospital que seria construído em João Monlevade, o ex-prefeito Carlos Ezequiel Moreira realizou seu sonho ao ver o nome da mãe em uma placa na Casa da Cultura. Agora, a recepção da Casa de Cultura leva o nome da matriarca do ex-prefeito
.
JUSTA HOMENAGEM – E por falar em homenagens, alguns “engraçadinhos” já estão sugerindo o nome do ex-prefeito Carlos Moreira para um novo presídio que será construído na região. A homenagem fará justiça ao único ex-prefeito da região que teria sido condenado a cadeia. Moreira foi condenado pela Justiça a dois anos de cana por ter usado a grana do povo para patrocinar uma festa de formatura para o sobrinho.

OS 100 MELHORES – Patrocinada com dinheiro da Prefeitura e da Câmara Municipal de João Monlevade, a festa dos “100 Melhores” teve uma disputa extra entre o Prefeito Teófilo Torres e o Presidente do Legislativo Guilherme Nasser. A disputa era prá ver quem teria mais fotos publicadas no jornal. A disputa foi ferrenha e por apenas duas fotos a mais o prefeito “TT” saiu vencedor. No placar geral o Teófilo teve sua Oto publicada 23 vezes enquanto o “Guigui” teve sua imagem publicada 21 vezes.

12 de abril de 2013

OS SEM DIAS DO "TETÊ"



Nesse mês, a nova administração de João Monlevade completa cem dias. Durante esse tempo, o Município conviveu com uma situação de “sem” governo. Nesse período, o grupo dirigente da cidade caracterizou-se pela mais completa falta de objetividade numérica. Por outro lado, pecou pela excessiva presença na nulidade de certa preposição essencial. Portando, não pense que o título desse texto represente um atentado á língua pátria. Pelo contrário, ele mostra o que de concreto o grupo do Tetê” fez, até então. Por ora, o "Tetê" dirigiu um governo sem trabalho, sem democracia, sem objetividade, sem vontade política, sem coerência e, pior, sem perspectivas. Além desses, há muitos outros “sem”. Se direcionarmos a idéia central para o secretariado, inúmeros “sem” aparecerão. Aí, teremos: sem preparo, sem instrução, sem visão crítica, sem confiabilidade,  e sem inspiração. Então, denota-se que estamos diante de um absoluto sem rumo. E, enquanto isso, a cidade continua sem nada. Até agora, os mandarins de "Jean Molê” ficaram recolhidos aos seus gabinetes com ar condicionado e cafezinho de hora em hora. Também é preciso fazer justiça pois, o Prefeito "Tetê", esteve em Brasília, na Capital Mineira, em Nova Serrana e até em uma audiência pública em Itabira, justiça seja feita. Outro ato do Governo "Tetê" foi escancarar as portas da Prefeitura para os apadrinhados do Moreira e do papai Mauri Torres, tais como, Laura Carneiro, ex-prefeita de Nova Era e a secretária Municipal da Saúde, Andréa Martins, dentre outros. Além desses, a “Instituição do Empreguismo” também foi privilegiada nos “sem” dias do Governo "Tetê". Quanto a esta instituição o Prefeito Municipal tem uma justificativa: “apenas estou contemplando os companheiros que me conduziram ao poder, além dos amigos do papai”. Tudo bem! Afinal no Brasil, política se faz dessa forma. E, precisava arrumar uma boquinha também para a "Corja?" Claro que eles também merecem, mas, durante a campanha o Prefeito "Tetê pregou a renovação e a mudança o tempo todo. Nesse caso há um outro agravante: João Monlevade com milhares de desempregados, não se pode dar ao luxo de arrumar trabalho para aposentados e ex-prefeitos. Com toda essa inércia administrativa, só nos resta rezar. Pois, enquanto o “Tetê” prossegue suas costuras, o município corre sérios riscos de retroceder no tempo e no espaço e ficar sem rumo, sem progresso, sem indústrias e sem horizontes. Ainda bem, que os primeiros “sem” dias de "Tetê" passaram rapidamente.

"Tetê" sem moral com "Naná"



Ao completar 100 dias de Governo o Prefeito Municipal de João Monlevade, Teófilo Torres, carinhosamente conhecido como “Tetê”, preparou uma comemoração íntima com direito á presença do secretário Estadual da Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, homem forte do Governador Antônio Anastasia, também chamado de “Naná” pelos íntimos. O palco para o grandioso evento foi a sede da Acimon, onde o secretário assinaria convênios e parcerias com a Prefeitura de João Monlevade. A visita do secretário aconteceria no mês passado porém, por problemas na “agenda”  o senhor secretário acabou visitando São Gonçalo do Rio Abaixo e remanejou a data da sua visita á Monlevade para essa quinta-feira, 11 de abril. Montado o palanque eleitoral para receber o braço direito do “Naná”, o cerimonial da Prefeitura começou a cadastrar todos aqueles que fariam o uso da palavra. O diretor-presidente da Acimon; o presidente da Câmara Municipal; a secretária Municipal da Saúde; o provedor do Hospital Margarida; o “Tetê” e até o ex-prefeito Carlos Ezequiel Moreira estava inscrito para rasgar seda para o secretário Antônio Jorge. Jornalistas, blogueiros, donos de site e até o retratista oficial  da Câmara Municipal já estavam posicionados quando veio um recado do senhor secretário: “...venho em nome do senhor secretário Antônio Jorge de Souza Marques, comunicar que por razões de falta de teto para decolagem da aeronave na capital mineira, devido ao mau tempo, o senhor secretário não se fará presente, deixando em aberto uma nova data para que o mesmo visite a nossa querida João Monlevade” justificou um enviado especial do secretário Antônio Jorge. O comunicado foi como se um balde de água fria fosse despejado no “Tetê” e Cia. Mais perdido que calçinha de renda em noite de lua de mel, “Tetê” fez um breve balanço dos 100 dias de seu governo e se mandou do local. Curiosamente, enquanto o enviado do governo mineiro justificava a ausência do secretário em João Monlevade por “falta de teto para decolagem de sua aeronave”, essa mesma aeronave pousava no campo do Grêmio em Itabira trazendo o senhor secretário Antônio Jorge de Souza Marques para assinar convênios e parcerias com o Prefeito Municipal de Itabira, Damon Lázaro de Sena, PV. Isso mesmo: apesar do “Tetê” ser do mesmo partido do “Naná” e ser filho do ex-deputado e atual Conselheiro do Tribunal de Contas de Minas Gerais, Mauri Torres, o secretário preferiu visitar o prefeito pevista Damon Lázaro e assinar vários convênios na ordem de quase R$ 10 milhões. Como se vê, além de não ter a “senha do cofre do Governo de Minas”, como disse durante sua campanha para prefeito, “Tetê” também não goza de nenhum prestígio junto ao “Naná”. Na foto (DeFatoonline) o secretário Antônio Jorge, o prefeito Damon e o vice-prefeito Reginaldo Calixto. Pegou mal prá cacête!!!

9 de abril de 2013

Sinval Pinóquio e Tetê Tesourinha



O celular do secretário Municipal de Obras, Sinval Jacinto Dias, toca e ele atende. Do outro lado da linha um morador do Santa Rita reclama da sujeira e do abandono em que o bairro se encontra. O secretário folclórico, com aquele famoso “171” que Deus lhe deu responde sem pestanejar: “_ Ôh meu querido conterrâneo, gostaria muito de te ajudar porém, peguei uma ponte aérea no aeroporto Tancredo Neves, na capital mineira onde reside o meu ídolo doutor Mauri Torres, e estou em São Paulo, terra da garoa. Estou aqui em Sampa para resolver um “pobrema” que o Tetê, digo, Teófilo Torres não conseguiu resolver. Vou ficar aqui por três dias, obrigado pela ligação e passe bem”, e desligou o telefone o secretário. Inconformado com o tratamento recebido, o morador do Santa Rita resolveu ligar para o DVO. Do outro lado da linha a secretária do Sinvalzinho atende: “Secretaria de Obras, boa tarde. Com quem o senhor gostaria de falar? Com o doutor Sinval? Um momento que eu vou transferir a ligação!” Percebendo que havia sido enganado pelo Sinvalzinho Pinóquio, que não estava em São Paulo, o morador resolveu procurar o “Tetê” no Paço Municipal. Depois de tomar um chá de cadeira de mais de três horas, eis que surge o “Tetê” na porta do gabinete e trava um diálogo ríspido com o cidadão monlevadense residente no Santa Rita: “O que o senhor deseja?”, pergunta o Chefe do Executivo Municipal. “_ Senhor prefeito, estou aqui em nome dos moradores do Santa Rita que estão sofrendo com o abandono. Antes das eleições o senhor e o Carlos Moreira estiveram em nossas casas e prometeu resolver todos os problemas do bairro e da cidade. Estamos vivendo uma calamidade pública. Votamos no senhor e até agora nada foi feito pelo nosso bairro”, reclamou o morador que paga seus impostos em dia. De repente o Tetê deixou de lado o ar de moço bom e partiu prá cima do pobre reclamante: “...olha aqui meu amigo! Nem o senhor e nem o povo de João Monlevade votaram em mim. Você votaram no meu pai Mauri Torres. Você não me conhece e o povo não me conhece. Eu recebi os votos que pertencem ao meu pai, e todos sabem disso. Sobre a limpeza do bairro, já estamos providenciando a limpeza da cidade”, resumiu o Tetê. Sem mais o que fazer no local o morador do Santa Rita calçou a cara, deu meia volta e caminhou em direção ao ponto de ônibus para regressar ao seu lar.

8 de abril de 2013

Corruptos e Covardes



Desde a esmagadora vitória nas urnas de um ilustre tucano desconhecido, a oposição monlevadense parece ter tomado aquele famoso analgésico denominado “Doril”. Gentil Bicalho, doutor Laércio, Bastieri, Conceição Wínter, Dolíris Machado e tantos outros correligionários ou cabos eleitorais desapareceram do mapa. A única que tem dado as caras, de vez em quando, é a peemedebista Dolíris Machado através das redes sociais. Na semana passada a Dolíris ganhou destaque na mídia ao alugar um imóvel para a prefeitura á preço de ouro. Os demais, caíram no capinado e continuam curando a ressaca das urnas. É lamentável que tenham saído de cena tão rápido. É inadmissível que essas figurinhas carimbadas da políticas que outrora caíram nas graças do povo estejam agora antecipando suas aposentadorias, saindo de cena. Chamo isso de fraqueza e descompromisso com seu povo. Enquanto a oposição se acovarda, a tropa do “Tetê” está nadando de braçada. Mandam e desmandam, faz e acontece sem que alguém diga nada. Laércio, Gentil, Prandini, Conceição, Dolíris e Cia não estão nem ai com o povo e com a cidade, estão cada um cuidando de suas vidas, de seus interesses e que se dane o resto. O ex-deputado Mauri Torres plantou seu filho na Prefeitura e com certeza vai plantar o filho mais novo na Assembléia Legislativa.  Alguém duvida? Pobre do povo monlevadense! Pobre povo predestinado a levar ferro com seus políticos corruptos e covardes! 

6 de abril de 2013

Uma mão lava a outra e as duas lavam o saco



Embora o Tetê e a Laura estejam camuflados no prédio da Prefeitura Municipal de João Monlevade, o Tetê é o prefeito e a Laura responde pela pasta da Fazenda, ambos estão mais perdidos que cachorro de favela em dia de mudança. O Tetê é advogado e filho do lendário Mauri Torres. Por causa de sua “competência” e não pela influência do pai, (piada de mau gosto), Tetê foi contratado, sem licitação, para dar assessoria á Prefeitura de Nova Serrana. Dizem que o jovem advogado era funcionário fantasma, porém, ninguém provou o contrário. A Laura Carneiro (bem que poderia ser ovelha), foi prefeita em Nova Era por dois mandatos e, segundo seus aliados, é uma expert em Gestão Pública. A relação entre o Tetê e a Laura vem de família. Tão logo o Tetê foi eleito prefeito de João Monlevade, o papai Mauri Torres tratou de convidar a Laura, amiga de outros “carnavais” para assessorar o filho inexperiente em Gestão Pública. A Laura chegou, analisou e foi logo dizendo que o bicho era mais feio do que parecia. Apesar dos oito anos como “gestora” em Nova Era, a Ovelha, digo Carneiro, solicitou a contratação de uma assessoria para auxiliá-la na árdua tarefa de colocar João Monlevade nos trilhos. O Tetê, mesmo com a vasta experiência adquirida na Prefeitura de Nova Serrana, abriu as pernas, ou melhor, os cofres e mandou buscar os assessores pleiteados pela Laura. Ai é  que mora o perigo e os nossos vereadores têm a obrigação de investigar. O “Barbosinha”, o mais antenado de todos, esteve em Nova Serrana e jura de pé junto que o prefeito de João Monlevade está recrutando assessores daquela cidade para prestar serviços em Monlevade. Tudo isso, claro, sem licitação, como aconteceu na contratação do Tetê. Outro detalhe chama a atenção: segundo o “Barbosinha”, foi o  próprio papai Mauri Torres quem indicou a empresa a ser contratada pelo filhinho Tetê. Ato ilegal? De forma alguma! A lei permite a contratação por “Notória Especialização”, ou seja, sem que haja a obrigação de uma licitação. Fica aqui alguns questionamentos: Se o Tetê prestou assessoria em Nova Serrana, porque não prestar o mesmo serviço á Prefeitura de João Monlevade já que a mesma passa por sérios problemas financeiros? Se a Laura Carneiro, e não Ovelha, foi destaque em Nova Era, porque a dificuldade na Prefeitura de Monlevade? Já que se faz necessário, porque não contratar o Delci Couto, que é do mesmo grupo do Tetê para assessorar a Laura? Na realidade o Tetê e o Mauri querem apenas retribuir o favor do grupo de Nova Serrana. É aquele velho ditado popular: “Uma mão lava a outra e a duas lavam o saco!

4 de abril de 2013

"Tetê Tesourinha" abre os cofres para Dorinha Machado e as pernas para Laura Carneiro

Enquanto oferece reajuste de 0% para o Servidor Municipal, o prefeito "Tetê Tesourinha (Teófilo Torres para os íntimos) não mede esforços para valorizar o chamado sexo frágil.  De uma só tacada o filho prodígio do Mauri Torres massageou o ego da secretária de Fazenda Laura Carneiro e aumentou a conta bancária da ex-vereadora Dorinha Machado, ou Dolíris como queiram. No caso da ex-prefeita de Nova Era e atual secretária de Fazenda, Laura carneiro, o "Tetê Tesourinha" resolveu contratar uma equipe de assessores para ajudá-la no desempenho de suas funções. O edital para a contratação já foi publicado. No caso da Dolíris Machado, PMDB, o filho do Mauri está alugando um imóvel da família Machado para instalar a secretaria Municipal de Educação. Cometa-se que o valor do aluguel gira em torno de R$ 50 mil mensais, totalizando a bagatela de R$ 600 mil por ano. O pior de tudo é que os "nossos" legítimos representantes continuam com a boca no saco "manso que nem fiote de ganso".

19 de março de 2013

Catar minhoca no asfalto...



Atenção prefeito “Tetê”! Esqueça o reajuste zero para os servidores; o transporte dos estudantes universitários; a limpeza da cidade; a suspensão do “Bebê a Bordo”; a falta de médicos; a falta de medicamentos; o avanço da dengue; os buracos nas ruas e avenidas, a dívida imaginária deixada pelo Prandini; a dívida do Hospital Margarida; a falta d’água; a máquina administrativa que não funciona; a falta de mão de obra nas escolas; o corte do leite das crianças das creches; o corte das cestas básicas da população carente; a licitação da Rodovia da Morte; as denúncias envolvendo o fantasma de Nova Serrana; a falta de extintores em órgãos públicos; o corte na verba da cultura; os atropelos de sua assessoria de Comunicação; a inércia do seu vice-prefeito; as reclamações do PDT por espaço no governo; a inoperância de sua equipe de Governo, o pentelho do Belmar Diniz, e as reclamações do povo que te elegeu. Mande todos eles catar minhoca no asfalto com picareta de borracha. Dê uma pausa em tudo isso e se prepare para o grande evento doa ano: “Os 100 Melhores de 2013”! Compre um terno importado, uma gravata italiana e um sapato francês. Não se esqueça daquela cueca de cetim rosa choque com bolinhas azuis. Escolha aquele perfume importado que você ganhou do ex-prefeito Moreira no dia do amigo. Também não se esqueça de que o povo monlevadense também está patrocinando esse evento, e que você “Tetê” é o legítimo representante desse povo nessa festa de arromba. Ao saborear aquele vinho importado ou aquele uísque “12 anos”, e segurar o copo com aquele guardanapo personalizado, não se esqueça de fazer um brinde a esse povo otário que te colocou na prefeitura.  A noite certamente vai ser longa, e logicamente os puxas-sacos irão rodeá-lo. Se vossa majestade for convidada a usar os microfones, eu aposto nisso, para falar sobre o evento, faça como o velho Mauri Torres. Puxe o saco dos participantes, dos organizadores, dos apoiadores e de todos aqueles que “estiveram envolvidos na brilhante festa”. Certamente dezenas e dezenas de fotos sua serão publicadas em jornais, sites e blogs. Se o senhor se lembrar, agradeça também a todos aqueles que se sentem prejudicados por esse governo desastroso e inconseqüente que o senhor instalou em João Monlevade. No mais, só nos resta fazer um brinde a essa heresia: tim-tim!!!

17 de março de 2013

Reajuste de 0% para o servidor de João Monlevade



Senhor Prefeito,

Em resposta ao bilhete que nos foi enviado por V.Exa., através do qual esclarece (?) a situação da atual administração e nos pede para aceitarmos 0% de reajuste salarial em 2013, sinto-me na obrigação de fazer alguns esclarecimentos e questionamentos:

1º) Até a presente data, o senhor nem tampouco a secretária municipal de educação se apresentaram para nós, educadores, portanto desconhecemos os seus projetos para a educação municipal e até mesmo com relação ao nosso plano de carreira. Sendo assim, fica difícil atender tal solicitação, até mesmo porque temos tido também as nossas "grandes dificuldades e desafios para colocar as nossas casas em ordem", há pelo menos 4 anos atrás.

2º) Se vocês estão" trabalhando incansavelmente para nos pagar em dia ", por que nossos salários e nossas férias não nos foram pagas em dia, além de não termos recebido, ainda, o nosso abono salarial e o reajuste no vale-alimentação, que já deveriam ser pagos desde janeiro?

3°) O bilhetinho, em questão, diz "esclarecer a situação da administração", mas não esclarece nada ... Não esclarece a "real" dívida da prefeitura ... Não esclarece sobre a lei 920/89, no quesito que nos interessa ...Não esclarece sobre o 1/3 de hora-atividade, estabelecida pela lei federal 11.738 ...Não esclarece que o governo federal reajustou o piso do magistério em 7,97% a partir de janeiro deste ano... e enfim, pelo que se sabe, não há nenhuma dívida da administração passada relacionada à educação.

4º) Uma vez que nossos salários são pagos pelo FUNDEB e como sabemos que o repasse do FUNDEB "Em 2012, foram R$ 102,6 bilhões e a estimativa para 2013 é de R$ 116,8 bilhões. Apenas para os municípios, o MEC deve repassar neste ano R$ 63,8 bilhões do Fundeb, valor que representa R$ 8,9 bilhões a mais que o de 2012, quando a União enviou R$ 54,9 bilhões para as prefeituras."(Fonte: Portal Planalto) - como podemos aceitar a ideia de 0% de reajuste se pressupõe que a verba do FUNDEB, em nosso município, também teria sido reajustada em torno de 15%?

De acordo com o exposto acima, senhor prefeito, " respeite a força do nosso trabalho, que tem contribuído com o crescimento de nossa cidade", inclusive para a elevação do nosso IDEB, e prove para toda a comunidade monlevadense que a prefeitura está falida ... Aí, pode ter certeza, que "resolveremos" esta questão com bastante bom senso, diálogo e com toda a compreensão que nos é solicitada.

Afonso Alves Ferreira"
Servidor Público

11 de março de 2013

Dinheiro do povo banca viagem de avião para prefeito, presidente da Câmara e para retratista



Por falta de grana o Prefeito Teófilo Torres, “Tetê” cortou o transporte escolar dos estudantes universitários; cortou o transporte do projeto Bebê a Bordo; cortou o convênio com a Diocese que cuidava das crianças vítimas de violência familiar e dos adolescentes envolvidos com drogas; cortou o fornecimento de cestas básicas á população carente; cortou o fornecimento de medicamentos nos postos de saúde; suspendeu a marcação de exames de alta complexidade nos postos de saúde; acabou com o carnaval de Monlevade; acabou com o plantão de pediatras no hospital Margarida e no Pronto Atendimento – PA; acabou com a Frente de Trabalho que cuidava dos parques e jardins; acabou com a limpeza pública do município, e por último, acabou com a auto-estima do povo monlevadense. A cidade está literalmente abandonada, atirada aos cães. O mosquito da dengue está fazendo a festa e vítimas pelos quatro cantos da cidade, ou seja, “tá tudo dominado”. Enquanto isso, o prefeito “Tetê”, o presidente da Câmara de Vereadores, Guilherme Nasser e seu retratista particular, Thiago Moreira, estão passeando de avião bancados com a grana do povo. Na semana passada o trio, “Tetê”, “Guigui”, e o “Moreirinha” foram dar um rolé num boing da Gol até a Capital Federal. O pano de fundo para torrar o dinheiro do povo foi uma “reunião com o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, em Brasília. A Câmara bancou a passagem de avião e a viagem do Guilherme e do Moreirinha que simplesmente foi para tirar retrato com políticos tucanos e se fotografar em frente ao Palácio e Ministérios. A Prefeitura bancou a passagem e a viagem do prefeito “Tetê”. Detalhe: ao tomar conhecimento de que havia sido passado prá trás pelo Guilherme Nasser, o vereador Thiago Titó, PMDB, comprou passagem com seu dinheiro e também embarcou para Brasília. Numa tremenda 

9 de março de 2013

"Tetê" pode abandonar o barco e disputar cadeira na assembléia



Fontes ligadas ao Governo Teófilo Torres, “Tetê”, PSDB, não descartam o seu afastamento da Prefeitura de João Monlevade para disputar a cadeira que foi do pai Mauri Torres na Assembléia Legislativa de Minas Gerais. A costura á nível estadual já está sendo alinhavada pelo cacique Danilo de Castro e pelo próprio Mauri Torres. Em João Monlevade as conversas já estão bem adiantadas e são coordenadas pelo guru Carlos Moreira. O grande entrave nisso tudo seria a falta de confiança dos tucanos no vice-prefeito Railton que ocuparia a principal cadeira do Executivo Municipal caso o “Tetê” saísse vitorioso nas urnas. A rixa entre tucanos e pedetistas já não é segredo prá ninguém, uma vez que o PDT, apesar de caminhar junto com os tucanos nas eleições municipais não conseguiu emplacar nenhum filiado no alto escalão do governo “Tetê”. Também não é novidade prá ninguém que, caso assuma a prefeitura de João Monlevade, o Railton certamente usará a força da sua caneta para colocar no olho da rua o secretariado montado pela dupla Moreira/Torres e montar sua própria equipe de governo. Numa conversa de bastidores o prefeito “Tetê” teria argumentado que antes mesmo do pai trocar a assembléia Legislativa pelo Tribunal de Contas, o mesmo já vinha sendo preparado para ser deputado e não prefeito.

Dr.. Railton pode assumir a Prefeitura de Monlevade

Uma trama arquitetada nos bastidores pode mudar os rumos da política monlevadense. Sem espaço no Governo Teófilo Torres, PSDB, o PDT do advogado Teotino Damasceno pode ocupar a principal cadeira do Executivo Municipal. Em instantes!

8 de março de 2013

Chute nos testículos



O título poderia ser outro: “amigo da onça”, “golpe baixo”, “puxador de tapetes” e até “dormindo com o inimigo.” O certo é que o vereador tucano Guilherme Nasser, digníssimo presidente do Legislativo monlevadense está literalmente “metendo o bicudo” no saco do jovem vereador Thiago Titó, PMDB. Todos sabem que foi o Titó quem levantou a bandeira para exigir do ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, uma explicação sobre o cancelamento do edital de duplicação da BR-381. O vereador Titó chegou a movimentar o PMDB mineiro no sentido de articular um encontro do mesmo com o ministro. Pois bem, agindo na surdina, por trás dos bastidores o presidente Guilherme Nasser, PSDB, montou uma comitiva particular encabeçada pelo prefeito “Tetê”, pelo presidente da Amepi Fernando Rolla e pelo retratista oficial da Câmara de Vereadores, Thiago Moreira, e se mandou para Brasília sem sequer convidar nenhum edil monlevadense. Nem o pobre do Titó foi consultado se tinha interesse em acompanhar a comitiva. Ao tomar conhecimento do encontro em Brasília, Titó, que estava na capital mineira, despencou para o distrito federal e surpreendeu o colega de vereança já no gabinete do  ministro Paulo Sérgio Passos. Aí meu amigo, foi aquela tremenda saia justa do Guilherme tentando justificar o injustificável. O retratista oficial da Câmara, que viajou á tira-colo, ainda teve a petulância de fotografar o Guilherme e o “Tetê” no gabinete do ministro e distribuir a foto aos jornais da cidade sem sequer citar o nome do pobre Titó. Abra os olhos Titó!!!

7 de março de 2013

Mentiroso e Traidor

Durou pouco a lua de mel entre o Prefeito Damon Lázaro, PV, e o Servidor Público Municipal. Ao completar exatos 66 dias á frente da Prefeitura Municipal de Itabira o Chefe do Executivo Municipal foi taxado de “mentiroso e traidor” durante uma assembléia no auditório do Sindicato Metabase. Com o recinto completamente lotado para ouvir a contraproposta do Governo para o acordo coletivo da categoria, a presidente do Sintsepmi, Priscila Miranda fez um breve relato do que considerou uma “frustração” ás reivindicações dos servidores. De acordo com a sindicalista, Além de não cumprir o que teria sido prometido durante sua campanha rumo á Prefeitura de Itabira, o prefeito Damon Lázaro teria “ignorado” alguns itens da proposta apresentada á sua equipe de governo. Como se não bastasse isso, Damon também marcou reuniões para discutir a pauta e simplesmente não apareceu. Após anunciar que o Governo teria oferecido apenas 9% de reajuste, o clima esquentou e o prefeito foi chamado de “mentiroso”. A proposta de reajuste do governo foi reprovada por unanimidade dos presentes que prometeram manifestos em frente ao Paço Municipal nos próximos dias. Antes de assumir o Governo o atual prefeito Damon Lázaro concedeu reajustes de 66% ao seu próprio salário, ao salário do vice-prefeito Reginaldo Calixto e á todos os Secretários de Governo, fato que teria revoltado os demais servidores

26 de fevereiro de 2013

Fogo Amigo

Numa entrevista bombástica que abalou as estruturas do Paço Municipal monlevadense, o contador Delci Couto só faltou chamar o prefeito Teófilo Torres, PSDB, de "mentiroso!" Em instantes!!!

22 de fevereiro de 2013

Dr. Damon oferece "esmola" ao Servidor Público Municipal



Pelo visto o Prefeito de Itabira Damon Lázaro de Sena, PV, não pretende cumprir com o servidor público Municipal o que prometeu ainda em campanha. Com o já manjado discurso de “valorização” da categoria, o atual prefeito tem usado dois pesos e duas medidas quando o assunto é reajuste salarial. Para montar uma “equipe técnica” que iria ajudá-lo a administrar a cidade, o prefeito Damon Lázaro não mediu esforços e ainda escancarou as portas dos cofres públicos. De uma só tocada o prefeito concedeu um reajuste de 66,29% aos seus novos secretários. Além dos secretários que começaram o ano com salários de R$ 10.021,17, Damon também aumentou seu próprio salário e do seu vice Reginaldo Calixto. O salário do prefeito foi para R$ 23.670,11 e o do vice-prefeito para R$ 11.834,85. O reajuste gerou insatisfação e revolta nos demais servidores públicos que pleitearam o mesmo patamar (66,29%) de reajuste em seus vencimentos. Na tarde da última quinta-feira, 21, o Prefeito Damon Lázaro de Sena derramou um balde de água fria nas pretensões da categoria ao oferecer irrisórios 9% de reajuste aos demais servidores. Com o “aumento” oferecido pelo prefeito, o salário mínimo da prefeitura passaria dos atuais R$ 630,00 para R$ 700,00. É bom lembrar que ao nomear sua esposa Áurea Sena para ocupar um cargo de confiança na Secretaria Municipal de Saúde, Damon teria concedido um reajuste de mais de 100% nos vencimentos da companheira. Para a presidente do Sintsepmi Priscila Miranda, o clima é de frustração entre a categoria que teria votado em massa no “Dr.Damon 43”.

21 de fevereiro de 2013

Estatuto Carcerário garante xampu, condicionador e hidratante para assassinos, estupradores e sequestradores



Caso seja aprovado o Projeto de Lei 2230 que cria o Estatuto do Sistema Penitenciário Nacional também chamado de “Estatuto da Mordomia Carcerária” que está pra ser votado na Câmara dos Deputados, muitos pais de famílias vão fazer de tudo para ser preso e passar a conviver com os benefícios oferecidos pelos presídios brasileiros garantidos pelo Estatuto. Esse Projeto de Lei elaborado pelo deputado Domingos Dutra (foto) depois do resultado da CPI do Sistema Carcerário, tem 119 artigos que estabelecem regras relativas ao funcionamento dos presídios e ao respeito aos direitos e deveres dos presos, proporcionando-lhes uma verdadeira vida de rei dentro dos presídios espalhados pelo país afora. Se esse projeto for aprovado, os presos passam a ter direito a alojamento individual, alimentação de boa qualidade preparada por nutricionista, creme hidratante, xampu e condicionador, visita a parentes doentes com escolta paga pelo Estado, e remuneração para todos os presos e não só para aqueles que contribuíam para o INSS no ato da prisão. Prevê o “Projeto de Mordomia Carcerária” que para cada 400 presos serão obrigatórios 07 médicos, 03 enfermeiros, 03 odontólogos, 03 psicólogos, 03 nutricionistas, 12 professores, 06 auxiliares de enfermagem, 24 instrutores técnicos, dentre inúmeras outras mordomias que nenhuma escola do país possui. Se pensa que acabou se prepare, pois o pior vem agora. Se o agente penitenciário deixar de fornecer artigo de higiene ao preso, poderá pegar de três a seis anos de prisão. Essa mesma pena será aplicada ao delegado que depois de lavrado o flagrante deixar o preso permanecer na Delegacia de Polícia. E sobrou até para o diretor do presídio, que também poderá pegar cana de três a seis anos se o preso for alojado além da capacidade máxima. Ou seja, a única saída para o diretor é rejeitar novos presos no presídio que dirige e correr o risco de ser processado por desobediência. O maior de todos os absurdos, que chega a ser ridículo, é a instituição do dia 25 de junho como o “Dia do Encarcerado”. Levantamentos dão conta de que no Brasil existem mais de 200 mil vagas para 420 mil presos, excluindo daí os presos em regime aberto. Isso representa 1,45 preso para cada vaga nos estabelecimentos penais. Com a aprovação desse projeto, conforme classificou o deputado federal Jair Bolsonaro “é Lei Áurea para os presos”. Também fazem parte do projeto de mordomias prisionais normas específicas sobre saúde da mulher, com a previsão de medidas de prevenção do câncer ginecológico e oferecimento obrigatório de creche e berçário para crianças de até dois anos, filhos de encarceradas. Isso sem contar a obrigatoriedade de alfabetização dos presos e da oferta de estudo básico e profissionalizante, criando estrutura de biblioteca, salas de aula e acesso a cursos por rádio, televisão e internet, benefícios almejados por milhares de escolas por todo o país em vão.

18 de fevereiro de 2013

Relatos de uma ex-drogada



“Nada melhor que um dia após o outro... Que ironia do destino! Depois de 37 anos de idade fui conhecer o mundo das drogas e para piorar fui direto ao crack, nome este que antes só tinha grandes personalidades do esporte, irônico, não? Mundo sub-humano que me tirou tudo que eu tinha. Pedi ajuda á minha família para me internar e a resposta foi o abandono. Literalmente o abandono! Por pura ignorância no assunto acharam melhor me negar o mais importante em um tratamento contra as drogas: o apoio e o amor. Talvez eles, a minha família, por pura covardia preferiram enfiar a cabeça em um buraco. Isso mesmo agiram como um avestruz e ignoraram o meu pedido de socorro. Não me restou alternativa a não ser me envolver mais e mais no mundo das drogas, um mundo até então desconhecido por mim e por milhões de pessoas que caminham por essa estrada. Cheguei a usar 8, e até 10 pedras de crack por dia. Sempre vendendo e me desfazendo de tudo que eu tinha para alimentar o meu vício. Quando me faltava a pedra, não pensava duas vezes em vender as minhas roupas, sandálias, sapatos e botas, tudo de marca. Quando não tinha mais os objetos pessoais para vender passei a me desfazer também dos utensílios domésticos. Cheguei a vagar pelas ruas e ficar 10, 15 dias sem comer. Ou melhor, eu comia e bebia o crack. Quando um dia sentada na porta de uma banca de revistas passou um homem simples, guiando um fusquinha velho e me perguntou: _ “Ôh moça, porque você está tão triste? Tá com fome? Eu mal respondi e me afastei daquele local. Não queria ser incomodada! O tempo passou e eu continuei vagando e percorrendo os corredores e becos das drogas. Certo dia resolvi aparecer em um clube da cidade, e por coincidência lá estava aquele homem novamente! Era como se ele fosse o meu Anjo da Guarda me estendendo as mãos. Mais uma vez tentei ignorá-lo e, quando me preparava para sair com uma turma para consumir mais drogas, ele me abordou novamente e não sei com que coragem me disse que eu não iria a lugar algum antes de conversar com ele. Relutei em falar com aquele homem, e para me ver livre daquela figura disse para ele se afastar de mim, pois eu era uma drogada. Ignorando a minha grosseria e o meu desprezo, ele simplesmente me perguntou se eu queria ajuda. Nessa hora não contive as lágrimas e deixei o pranto rolar pelo meu rosto sofrido. Em poucas palavras respondi que “ajuda” era o que eu mais queria, mas já tinha perdido as esperanças. Calmo e com a voz pausada ele disse que iria me ajudar. Sem me perguntar muita coisa ele conseguiu me internar em uma clínica particular. Fui levada para a Santa Luíza de Marilac, em João Monlevade. Passei por vários exames exigidos pela clínica, e confesso que durante os exames eu sempre encontrava uma maneira de me drogar. Enquanto aguardava a internação eu me envolvia em várias confusões. E ele sempre ali me estendendo a mão para me livrar dos apuros. Até que chegou o meu dia e fui internada. Durante os meses que fiquei recolhida na clínica, esse homem era a única visita que eu tinha. Quando deixei a clínica ele alugou uma casa e me levou prá morar com ele. Foi difícil me reerguer, mas com a ajuda daquele homem e uma dosagem de medicamentos eu posso garantir que “consegui!” Já faz três anos que vivo com esse homem, com esse “Anjo da Guarda” que me ajudou a sair daquele mundo até então, sem volta. Hoje estamos juntos, eu e o João. Dentro de poucos meses seremos três, eu o João e o nosso filho que vai nascer. As drogas me levaram tudo, mas Deus me deu uma chance de voltar a ser uma pessoa digna de novo. Ainda enfrento preconceitos, mas isso não é nada diante do que vivi. O vício tem jeito, não é um caminho sem volta como muitos pensam. Eu consegui e todos também podem conseguir. É só ter fé em Deus e um ombro amigo para se apoiar. Ás vezes Deus coloca um estranho no nosso caminho com a missão de nos socorrer. Isso aconteceu comigo. Fui abandonada pela minha família e ganhei uma nova família” – (M.A.G é natural de Itabira e reside em João Monlevade – Contato: 31-8783.5885

16 de fevereiro de 2013

Prefeito Fora da Lei



Com uma arrecadação estimada em R$ 471 milhões em 2013, a Prefeitura Municipal de Itabira gasta mais de 80% de sua arrecadação com a folha de pagamento, algo em torno de R$ 400 milhões. A revelação foi feita pelo próprio prefeito Damon Lázaro de Sena, PV,  durante encontro com o Sindicato dos Servidores Municipais. E o que é mais grave: os servidores de carreira respondem por cerca de 35%, ficando os contratados e terceirizados com 50% de toda a arrecadação. O artigo 19 da Lei de Responsabilidade Fiscal determina o teto de 60% da receita corrente líquida do Município com despesa com pessoal. Apesar dos números alarmantes o Prefeito Damon Lázaro de Sena, PV, continua “encaixando” parentes, amigos e correligionários nos quadros de funcionários da Prefeitura. Recentemente Damon nomeou a esposa e a sobrinha para exercerem cargos de confiança. As duas juntas consomem R$ 7.300,00 mensais só em salários. Além dos parentes, o prefeito Damon Lázaro também tem privilegiado em sua administração candidatos a vereador derrotados nas urnas. Além do primeiro escalão com salários acima de R$ 10 mil mensais, os candidatos a vereador preteridos pelo povo também ocupam o segundo e terceiro escalões. Os aposentados da Vale também não foram esquecidos pelo prefeito Damon Lázaro. Alguns estão ocupando secretarias ou  presidências de autarquias, como é o caso do aposentado da Vale,  Jacir Primo nomeado como “Diretor Presidente” do SAAE, cujo salário é R$ 10.021,17. A discrepância entre os contratados e os concursados também chama a atenção. Um assistente administrativo contratado sem concurso recebe salários de R$ 1.500,00, enquanto um servidor de carreira, concursado para a mesma função, tem salário base de R$ 700,00. Apesar de “reconhecer” a disparidade, o prefeito Damon Lázaro afirmou que “não podemos fazer uma gestão irresponsável” ao receber a pauta de reivindicações dos Servidores Municipais. Tão logo assumiu a prefeitura Damon reajustou seu salário, o salário do vice-prefeito e dos secretários Municipais em aproximadamente 66%. O salário do Prefeito chegou a R$ 23.670,11; o do vice-prefeito R$ 11.834,85 e do secretário R$ 10.021,17. (Foto: noticiasuai) 

15 de fevereiro de 2013

Damon nomeia esposa para cargo de confiança

Mesmo alegando que não há "cargos suficientes" no governo para atender a "todos os interesses", o prefeito de Itabira, Damon Lázaro de Sena, PV, surpreendeu até sua equipe de governo ao nomear sua esposa Áurea Aparecida Cardoso Marques de Sena para ocupar o cargo de provimento em comissão, de secretário adjunto, nível 35. Em instantes mais notícias sobre a nomeação da esposa!

13 de fevereiro de 2013

Engula o choro, presidente



“Engula o choro presidente. Engula o choro ao falar da tragédia de Santa Maria. Engula o choro e todos os problemas desse país e que nele estão escancarados. Engula que o medo do segurança de ser emitido neste país é maior do que sua consciência de deixar as pessoas saírem sem pagar suas contas para  não morrer. Engula a soberba dos donos de empresa desta nação que não estão nada preocupados com pessoas como eu e até mesmo como a senhora, porque estão focados demais em lucrar, e preferem fechar as portas como uma câmara de gás, a ter prejuízos. Engula a pressão que todos os seus funcionários sentem todos os dias. Engula que para arcar com seus altíssimos impostos, todos eles dão um jeitinho bem brasileiro de se desviar dos regulamentos e leis. Engula que os órgãos responsáveis por evitar que isso aconteça não funcionam. Engulam que eles deixaram essa, entre tantas e tantas casas mais, funcionar sem licença. Engula que, provavelmente, alguém que também ganha pouquíssimo aceitou um suborno para que isso acontecesse. Engula que a senhora até teve sorte por ser apenas essa casa entre todos os tantos lugares que deveriam estar fechados, que caiu na boca da mídia. Engula a mídia que vai atacar com todo o sensacionalismo possível as famílias que estão procurando celulares em cima de corpos para reconhecer seus filhos. Engula as operadoras que não funcionam e que, provavelmente, impediram uma série de vítimas de pedirem socorro. Engula que o socorro que chega para se enfiar em lugares como este, pegando fogo, cheio de corpos de jovens para serem resgatados, recebe um salário vergonhoso, com descontos ainda mais vergonhosos, e ainda assim executam um trabalho triste e digno, antes de voltarem para casa e agradecerem por seus próprios filhos estarem dormindo. Não, presidente. Não chore ao falar da tragédia. Faça! Faça alguma coisa. E pare de nos dar como exemplos uma série de catástrofes para tomar medidas idiotas que não valerão de nada alguns meses depois. Não se emocione. Acione! Acione todos os órgãos públicos, faça uma limpa em sua maldita corrupção e devolva o mínimo de dignidade á segurança pública, ás instituições sérias, aos professores, aos bombeiros, aos enfermeiros, aos seguranças, aos jovens.. Não faça um discurso. Mude o percurso. Mude tudo porque estamos cansados de ver nossos iguais pegando fogo, morrendo afogados, morrendo nas filas, morrendo no crack, morrendo, morrendo, morrendo, e tendo como última imagem aquela TV aos fundos anunciando o fim de mais uma bilionária obra de estádio de futebol. Não, presidente. Desculpe, mas na minha frente, a senhora não pode chorar. Não pode chorar sua culpa. Não pode chorar sua inércia. Não pode chorar no Chile mas também não pode chorar em Santa Maria. Porque isso é muito maior do que somente um acidente. Isso é muito maior do que somente a sua comoção. Engula o seu choro, presidente. O seu, o dos jovens que perceberam que não teriam mais o que fazer a não ser morrer, e em especial, o choro dos amigos e familiares deles, que em um país como esse, não têm outra opção que não chorar. Engula o choro, presidente.” (Marcella Martins)

11 de fevereiro de 2013

Pastor vende "tijolinho da obra de Deus" por R$ 200



É incrível a criatividade de pastores e outros líderes religiosos para arrecadar dinheiro de seus fiéis. “Venda de miniaturas da arca da aliança”.” Lenços encharcados com o suor do pastor”. “Venda de lotes no céu”. “Cobrança do dízimo em débito automático”. “O desafio financeiro onde o fiel paga o dízimo em suaves prestações através do carnê”. “Caravanas caríssimas á Terra Santa”, dentre outras quinquilharias deixam as igrejas e templos cada vez mais ricos e os fiéis cada vez mais miseráveis. A última moda dos evangélicos agora é “vender pedaços da obra de Deus” que se trata de um tijolinho de plástico, o qual deve ser comprado pelos fiéis por no mínimo R$ 200,00. O responsável pelo “empreendimento imobiliário” é o pastor Valdomiro Santiago, também rotulado de “Apóstolo” da Igreja Mundial do Poder de Jesus. Em seu programa de TV Valdomiro pede que os fiéis invistam na “reconstrução da Obra de Deus” comprando o tijolinho de plástico. Foram colocados á venda 100 mil tijolinhos que deverá render aos cofres da igreja a bagatela de R$ 20 milhões. Os tijolinhos também podem ser comprados através da internet no site shopping do Pastor Valdomiro. No ano passado esse mesmo pastor fez uma campanha similar oferecendo uma colher de pedreiro “ungida” por R$ 153,00. De acordo com o Pastor, os 100 mil tijolinhos da “obra de Deus” deverá se esgotar em duas semanas. Então, o que você está esperando? Entre no site do pastor agora mesmo e adquira o seu tijolinho e faça parte desse empreendimento do outro mundo!

9 de fevereiro de 2013

Prefeitura gasta mais de R$ 1 milhão com o carnaval de Itabira



Sem nenhuma tradição principalmente depois que acabaram com as escolas de samba da cidade, o carnaval itabirano virou uma mistura de axé com pagode e sertanejo. Mas nem por isso os governos municipais deixaram de investir alto na festa momesca para tentar segurar o itabirano na cidade, além de atrair foliões de outros municípios. Este ano o Prefeito Damon Lázaro e sua equipe de Governo não mediram esforços para oferecer aos foliões um carnaval digno dos grandes centros e para isso, o investimento passou da casa de R$ 1 milhão. Vejamos: - A empresa KS Eventos e Show Ltda-ME faturou R$ 459.980,80 (quatrocentos e cinquenta e nove mil, novecentos e oitenta reais e oitenta centavos) para organizar o evento. – O sambista Dudu Nobre faturou R$ 90.000,00 (noventa mil reais). – a Banda Oba Oba Samba House levou R$ 85.000,00 (oitenta e cinco mil reais). – A banda Trem Bala faturou R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais). –Marcelinho de Lima e Camargos Elétrico mordeu R$ 60.000,00 (sessenta mil reais). – Nonoca, Romário e Banda faturaram R$ 40.000,00 (quarenta mil reais). – A Banda Cor recebeu R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais). – O grupo de pagode Supremacia faturou R$ 20.500,00 (vinte mil e quinhentos reais). – A Banda Ki Gingado também levou R$ 20.500,00 (vinte mil e quinhentos reais). – A cantora Áurea Gold levou R$ 15.000,00 (quinze mil reais). - A dupla sertaneja Wesley e Elson levou R$ 12.500,00 (doze mil e quinhentos reais). – A Banda Vira e Mexe mordeu R$ 9.000,00 (nove mil reais). – O Sporta Brasil faturou R$ 7.800,00 (sete mil e oitocentos reais). – Os Kafas receberam R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais). – Jhony Elétrico também abocanhou R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais). – Os pagodeiros Pele Morena levaram R$ 5.000,00 (cinco mil reais). – A banda Fina Estampa faturou R$ 4.500,00 (Quatro mil e quinhentos reais). Somados a isso ainda podemos contabilizar as premiações do Rei e Rainha do “Itabira Folia”, as premiações dos blocos caricatos e outros gastos que não foram divulgados. O investimento ultrapassa em muito a casa de R$ 1.000.000.00 (Hum milhão de reais. O prefeito Damon Lázaro prometeu que no próximo ano o carnaval será melhor ainda. Com isso os investimentos também serão maiores. (Na foto, da esquerda para a direita, o prefeito Damon Lázaro, Rei e Rainha do Carnaval e o secretário Municipal de Esporte e Lazer, Elson Sá - Foto DeFatoOnline)

8 de fevereiro de 2013

Prefeito fecha as portas da Prefeitura e cai na Folia



São Gonçalo, São Domingos do Prata, Nova Era e Itabira. Esses, dentre outros municípios da região deverão ser o destino do Prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres e sua comitiva durante o carnaval que começa hoje, dia 08. Isso se o Prefeito não resolver viajar para repor as energias em algum litoral brasileiro.  Para cair na folia e esquecer os graves problemas do município, Teófilo mandou fechar a Prefeitura ás 17hs desta sexta-feira, 8 e só reabri-la na próxima quinta-feira, 14, quase uma semana depois. Por causa da “crise financeira” João Monlevade não terá seu tradicional carnaval, restando ao monlevadense sair para a folia na região ou se contentar em ficar em frente á televisão assistindo “Salve Jorge” e “BBB 13”. O mais grave de tudo isso é que o atual prefeito e sua comitiva vão “cair na folia” deixando os moradores da maioria dos bairros da cidade em desespero pela falta d’água. De acordo com denúncias feitas por moradores do Satélite, José Elói, São Benedito, Loanda, dentre outros, “há mais de cinco dias não cai uma gota de água nas caixas”. Pouco se importando com as reclamações do povo, o vereador Djalma Bastos, líder do Governo na Câmara, insiste em pedir “paciência” com o Prefeito até que a Casa seja colocada em ordem. Ao sair para a folia o Prefeito deixa para trás graves problemas como a suspensão do fornecimento do transporte universitário, a suspensão do Bebê á Bordo; a suspensão das cestas básica, a suspensão do projeto firmado com a Cáritas e tantos outros de interesse do povo. Fechando a Prefeitura por uma semana, pelo menos o Prefeito Teófilo Torres não terá que enfrentar as reclamações do povo, além de economizar energia elétrica, cafezinho e papel higiênico.     

7 de fevereiro de 2013

Crise se combate com "pé espaiado"

 

Enquanto os economistas famosos garantem que “crise se combate com trabalho”, o Chefe do Executivo de João Monlevade, Teófilo Torres, PSDB, pensa diferente. Mesmo administrando uma prefeitura atolada em dívidas, sem dinheiro até para quitar salários de servidores, o tucano resolveu estender a festa momesca até quarta-feira, 13. Ou seja, os servidores serão dispensados na sexta, 8 e só retonam ao batente na quinta-feira dia 14. No governo Gustavo Prandini, PV, a medida foi várias vezes adotada pelo mesmo. Porém com uma diferença. Bastava o Prandini anunciar o recesso e a Rádio Cultura AM, de propriedade da família do atual Prefeito Teófilo Torres caia de pau. Por várias vezes o “guru” do Teófilo Torres (leia-se Carlos Moreira) usou os microfones da emissora para criticar o chamado “ponto facultativo” da Prefeitura Municipal. Hoje a história se inverte: os locutores da Rádio Cultura anunciam o “ponto facultativo” do Teófilo como se fosse a coisa mais normal do mundo. E alguns puxas-saco do filho do Mauri vão mais longe e garantem que durante o recesso a Prefeitura vai economizar água, luz, cafezinho e até papel higiênico. Enquanto os donos do poder estão de “pés espaiados” pulando carnaval por esse Brasil a fora, a comunidade carente continua sem receber a tão esperada cesta básica. Isso é uma VER-GON-HÁ!!!

5 de fevereiro de 2013

CASA DA SOGRA: Câmara de Vereadores vai usar dinheiro do povo para "bancar" festa de empresários



Seguindo a mesma cartilha do Prefeito Teófilo Torres, PSDB, que irá patrocinar a festa dos “100 Melhores”, o Presidente da Câmara de Vereadores de João Monlevade, Guilherme Nasser, PSDB, também já sinalizou que irá abrir os cofres do legislativo para colaborar com os organizadores do evento. O evento é realizado pelo jornal A Notícia de João Monlevade há cerca de 12 anos. Nos últimos três anos a Prefeitura não participou do evento, fato que rendeu ao Chefe do Executivo Municipal, Gustavo Prandini, PV, críticas e perseguição por parte do jornal A Notícia. Em compensação a Câmara de Vereadores na gestão do Presidente Pastor Carlinhos, PV, foi parceiro fiel do A Notícia no citado evento. Além de “receber” a homenagem do jornal, Pastor Carlinhos viu sua foto publicada no jornal nada menos que 26 vezes no encarte que divulgou a festa. O fato também deverá se repetir com o Prefeito Teófilo Torres e com o Presidente Guilherme Nasser.  Enquanto se discute os valores que serão investidos no evento, a Prefeitura de João Monlevade continua cortando projetos, convênios e até cesta básica da população carente. Aguarde mais notícias sobre os “100 Melhores”. Com a palavra os digníssimos legítimos representantes do povo!

 

1 de fevereiro de 2013

Prefeitura de Monlevade vai patrocinar "reunião de bacanas"



Por essa ninguém esperava: depois de três anos sem “patrocinar” a chamada festa dos “100 Melhores”, realizada pelo jornal A Notícia, a Prefeitura Municipal de João Monlevade vai abrir os cofres públicos para ajudar na realização do evento. O apoio foi confirmado pelo Chefe do Executivo Municipal Teófilo Torres, PSDB, durante uma visita á redação do jornal. O evento já está em sua 12ª edição e em praticamente todas elas a Prefeitura investiu, exceto nos três últimos anos do Governo Gustavo Prandini, PV. O que chama a atenção e causa revolta até nos “deuses”, é que segundo o próprio prefeito Teófilo, a Prefeitura de Monlevade está literalmente quebrada, sem dinheiro até para pagar salários dos servidores. A semana começou com o prefeito cortando o transporte dos estudantes universitários e o projeto Bebê a Bordo que transporta crianças para as creches da cidade. Dois dias depois Teófilo anunciou que a Prefeitura não irá fazer investimentos na área da Cultura em 2013. No dia seguinte o “facão” do prefeito cortou o fornecimento de cestas básicas para algumas pessoas carentes. Na semana passada Teófilo Torres já havia anunciado a “suspensão” de um convênio firmado entre o Município e a Diocese. No citado convênio a Prefeitura repassava R$ 5 mil (cinco mil reais) para o acompanhamento de crianças vítimas de violência familiar e adolescentes envolvidos com drogas.  Numa tremenda falta de respeito para com o povo que o elegeu, Teófilo não pensou duas vezes em firmar “parceria” com o jornal A Notícia para a realização do “100 Melhores”. Mais uma vez o dinheiro do povo vai ser usado para patrocinar a “reunião de bacanas” que acontecerá no salão nobre do Ideal Clube, o clube mais famoso da cidade. Mesmo que não seja “eleito”  para o troféu dos “100 Melhores”, Teófilo Torres terá lugar de honra no referido evento. Alguém duvida??? Quem viver verá!!!