5 de setembro de 2013

LIGAÇÃO PERIGOSA _ Prefeito Teófilo Torres se desloca de João Monlevade para "tomar cerveja" em Lavras Novas com jornalista


Até onde deve ir a privacidade de um homem público? Qual seria o perigo para a sociedade um estreito laço de amizade entre um Chefe de Executivo e um jornalista? Se a imprensa deve ser imparcial e cumprir seu papel de informar, cabe ao Chefe do Executivo administrar o município pelo qual foi eleito pela maioria dos votos. Já dizia Jânio Quadros que, “jornalista que vira amigo pessoal do político, passa a se tornar amigo infiel da sociedade”. Nos últimos dias uma foto publicada nas redes sociais chamou a atenção dos chamados “formadores de opinião”, em João Monlevade e região. Na fotografia o Prefeito de João Monlevade, Teófilo Torres, PSDB, aparece descontraidamente tomando cerveja com o jornalista Marcelo Melo. Segundo fontes, a foto foi tirada em um bar no município de Lavras Novas onde o jornalista estaria fazendo um “trabalho literário”. Ou seja, segundo boatos, o prefeito tucano teria deixado João Monlevade com seus gravíssimos problemas na educação, saúde, limpeza pública, dentre outros, para viajar até Lavras Novas para tomar cerveja com o amigo jornalista Marcelo Melo. Nunca é demais lembrar, que logo no início do ano quando o Teófilo Torres assumiu a Prefeitura, Melo chegou a tecer duras críticas ao governo relacionadas á escolha de sua equipe de governo. O jornalista também criticou os cortes que foram efetuados pelo prefeito, dentre eles o “Transporte Universitário” e o “Bebê a Bordo”. Logo depois, o Prefeito Teófilo Torres recebeu o jornalista Marcelo melo na cozinha de sua residência para um café e uma entrevista. Ali também teria sido “costurado” um acordo de cavalheiros que culminou com a contratação da esposa do jornalista para ocupar um cargo de confiança no Governo Teófilo Torres. Coincidência ou não, após a contratação da senhora Melo, o jornalista deixou de focar com suas lentes críticas as atuações desastrosas  do Chefe de sua digníssima senhora. Veja abaixo postagem do jornalista Marcelo Melo sobre a contratação de sua esposa pelo Prefeito Teófilo Torres:


“Pois bem, mas ainda há pessoas que tinham a idéia de que, o prefeito Teófilo Torres, ao contratar a minha esposa para trabalhar na Prefeitura, seria uma forma de dar um “cala-boca” ao jornalista, repórter e blogueiro Marcelo Melo. Coitada delas! Muito bem, mas apesar de não ter de dar satisfação a F.D.P. algum, resolvi me expressar. Primeiramente, nunca deixei de dar a minha opinião em lugar algum, contra esse ou aquele político. Para quem me conhece, nem precisaria aqui estar dando explicações. Tudo que penso a respeito do governo do prefeito Teófilo Torres, eu mostro a minha opinião e dou a cara. Escrevo aqui neste espaço, na rede social do Facebook e o escambal. Jamais venderia a minha opinião, caros manés. Estão muito longe de me conhecerem. Continuem, por favor, lendo meu Blog, minha Coluna no jornal “Última Notícia”. No dia que pensar em me calar, já terei desencarnado. Agora, quanto ao cargo que está sendo ocupado pela minha esposa, Carla Santos, na Assessoria de Comunicação da Prefeitura, tenho a dizer o seguinte: 1º: ela ocupa uma função da qual é profissional, formada em “Comunicação Visual” (Curso Superior), e trabalhou no mesmo setor, por mais de 16 anos, pela Funcec. Portanto, está ocupando um cargo específico, fazendo o que sabe fazer e, posso falar de cadeira, trata-se de uma excelente profissional. 2º: ocupa um cargo político, sim, pois foi candidata a vereadora pela Coligação que elegeu Teófilo e Railton, nas eleições de outubro de 2012. E isso é comum em todos os governos. O PT que o diga! Epílogo: mesmo ela tendo sido candidata da Coligação e apoiado o candidato vitorioso, eu votei na candidata Conceição Winter de Carvalho. Para finalizar, nem vou mais entrar em detalhes, mesmo porque hoje há outras prioridades, como terminar a minha história em meu trabalho literário. Por isso, a minha nova morada, mesmo que temporária, por esta terra maravilhosa de Lavras Novas. Onde resolvei ser forasteiro. E como está sendo iluminada esta minha experiência de vida! Porque todos nós, deveríamos conhecer um pouco de cada lugar, de cada povo e de cada cultura, mas respeitando o chão de cada nativo. Caros amigos, conterrâneos ou não, vendo o meu espaço, mas a minha opinião, por nada deste mundo.

“Os cães ladram, mas a Caravana passa”…

Nenhum comentário:

Postar um comentário